Zona azul via APP é opção aos usuários e Sumaré se torna pioneira nessa tecnologia

O Rizzo Parking e a Prefeitura de Sumaré apresentaram na tarde do último dia 24, no Gabinete do Centro Administrativo de Nova Veneza, a modernização do sistema da Zona Azul.Trata-se de novo modelo inteligente e pioneiro em Sumaré.Desde o lançamento o serviço já está operando no município e tanto consumidores como os próprios lojistas podem comprar créditos via APP.

“São 40 anos de desenvolvimento no CPqD. É algo inovador e que veio para facilitar, já que não é necessário mais se preocupar com moedas, ou ter que procurar um parquímetro ou monitor. É só baixar o aplicativo nos dispositivos móveis e comprar os créditos. Com o PIN, basta digitar a placa do carro que já entra automaticamente no sistema”, explicou o Desenvolvedor de Tecnologia de Ponta do CPqD, Valderes Fernandes Pinheiro.

Com o novo sistema de pagamento do estacionamento rotativo da cidade, o usuário ganha diversas opções para pagar pela permanência nas vagas demarcadas por uma ou duas horas, ou “pins”, por aplicativo de celular e pela internet.

O objetivo é incentivar e facilitar aos usuários a rotatividade das vagas. O aplicativo da Zona Azul de Sumaré pode ser baixado gratuitamente em play.google.com/store/apps/details?id=br.com.rizzai.parking.mobile. Já a compra de “pins” pela internet no site rizzai.com.br.

Totalmente interativo, o novo sistema integrado é on line, e garante além de rotatividade das vagas uma melhor gestão de todo o serviço, permitindo que tudo possa ser acompanhado em tempo real – da aquisição dos créditos, baixa da placa do veiculo a arrecadação simultânea. Ou seja, o usuário pode escolhera forma de comprar o crédito/bilhete: POS, portal Web na loja, portal Web em casa, aplicativo em dispositivo móveis, e receberá um código PIN com saldo, podendo ativar o uso imediatamente.

“Trouxemos para Sumaré o que há de mais moderno em termos de Zona Azul. O sistema com esse nível de integração entre todas as formas de pagamento, com parquímetro que aceitam cartões, com aplicativo para celular, com a possibilidade de qualquer comerciante se tornar um ponto de venda, sem necessidade de afixar o tíquete e no qual basta digitar o número da placa na plataforma – não existe em nenhuma outra cidade no Brasil”, destacou Roberto Rizzo, presidente da Rizzo Parking.

O interessante é que esse código não é individual, e toda a família pode usá-lo. O mesmo acontece com os empresários que querem repassar essas facilidade aos clientes. Hoje são 45 comércios cadastrados, mas todos podem comprar e revender.

“É importante o empresário ter créditos e prestigiar um cliente, no caso de restaurante, por exemplo. A pessoa senta para almoçar tranquilamente sabendo que não terá problemas em ser multada. E para o empresário 1 real é uma forma de prestigiar os clientes”, disse Fernando Monteacutti, gerente executivo da ACIAS:

Monteacutti sugeriu, inclusive, que no estudo que está sendo feito pela Secretaria de Mobilidade Urbana – prevendo a ampliação do número de vagas ofertadas pela Zona Azul algumas sejam destinadas aos idosos, especialmente nas Ruas Ipiranga, e parte da Antonio Jorge Chebab e Antonio do Vale Mello, por causa da demanda de clínicas.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia mais