Zona Azul digital e moderna

Os motoristas que utilizam a Zona Azul, o estacionamento rotativo na área comercial de Sumaré, poderão efetuar o pagamento de cinco formas diferentes. Neste mês entrou em vigor o pagamento com cartão próprio do sistema, que pode ser comprado a $1,00 nos estabelecimentos comerciais credenciados ou com os agentes que monitoram o sistema, para adicionar créditos que permitem parar no espaço delimitado. Segundo a Rizzo Parking, empresa responsável pelo serviço, esse é o primeiro sistema de Zona Azul 100{8a93aa2739b2d6294781b3ca5cd6d3d397e18393ee54c9ff019a6bde87f1e718} digital da região de Campinas.

Hoje é possível pagar com dinheiro, com o cartão próprio da empresa concessionaria e com o cartão bancário de débito. Nos próximos meses o usuário poderá pagar com cartão de credito e ate mesmo por aplicativos no celular.

As informações são de um a dos diretores da Rizzo Parking S/A, Roberto Rizzo. Segundo o diretor, as formas de pagamento estão sendo implantadas aos poucos para não confundir o usuário. O novo sistema de estabelecimento rotativo começou operar em Novembro do ano passado.

Segundo Rizzo, inicialmente os monitores ensinaram os usuários a digitarem a placa do carro no parquímetro e a efetuar o pagamento em moedas pelo sistema. Nesse meio tempo, a empresa cadastrou 50 estabelecimentos comerciais que vendem os tíquetes de estacionamento.

Neste mês, a empresa começou a comercializar os cartões próprios para creditar os valores desejados para estacionar no trecho demarcado. O cartão da Zona Azul pode ser comprado no comercio ou com os agentes da empresa que monitoram o sistema.

Em Junho, os usuários vão poder pagar com o cartão de credito e, em Julho poderá pegar através de aplicativo baixado no celular, informou Rizzo. Ainda segundo o empresario, tudo foi muito planejado para executar o cronograma com qualidade. Para que o sistema aceitasse cartão bancário firmou parceria com os bancos, para dar segurança ao motorista que vai digitar sua senha.

Atualmente, o motorista paga $1,00 por hora estacionada e pode ficar no máximo duas horas em cada vaga. Vencido esse prazo tem que mudar de local. Rizzo destaca que este é o primeiro sistema 100{8a93aa2739b2d6294781b3ca5cd6d3d397e18393ee54c9ff019a6bde87f1e718} digital na região de Campinas, porque permite o monitoramento online de todo o sistema.

“A central de operações da prefeitura acompanha em tempo real o pagamento, as placas dos veículos estacionados e a arrecadação, o que otimiza a fiscalização”, informou Rizzo.

Multas começam a ser aplicadas a ser na Segunda-Feira.

A partir de Segunda-Feira, os motoristas que estacionarem na Zona Azul de Sumaré e não comprarem os bilhetes de estacionamentos serão multados e receberão cinco pontos na CNH(Carteira Nacional de Habilitação). A informação é do diretor da Rizzo. A multa será emitida pela própria Secretaria de Mobilidade Urbana, sem necessidade da presença de agentes de transito na área.

Segundo Rizzo, isso é possível porque todo p sistema é digital. Quando o motorista não compra o bilhete e extrapola o prazo de tolerância de dez minutos um dos 15 monitores da Zona Azul digita a placa do carro do infrator. Os dados são transmitidos online, a central de operações na prefeitura.

“Não precisa ter agente na rua. Tudo isso é homologado pelo Denatram” Informou Rizzo. De Novembro até Abril os monitores orientaram os motoristas sobre a utilização do parquímetro e sobre a fiscalização. A partir de agora, os motoristas infratores serão atuados.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia mais